Garanhuns, 13 de setembro de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


PESQUISAS ELEITORAIS

Pessoas inteligentes, principalmente políticos, não devem contestar pesquisas eleitorais. Mas quem é bem informado sabe que as pesquisas nem sempre são sérias, muitas vezes são usadas como instrumento de manipulação. Quem não lembra daquela disputa entre Marco Maciel e José Queiroz? Os institutos davam uma diferença de 20% para o candidato do PFL e no final ele venceu por menos de 2%.

Os jornais do país acabam de alardear uma pesquisa em que o prefeito do Recife, João Paulo, está mal perante a população. No mesmo levantamento todos os petistas, inclusive Marta Suplicy, de São Paulo, estão sendo reprovados pelo povo. Pode ser. É uma alerta para os que fazem o Partido dos Trabalhadores. Mas também é muito estranho que só o PT apareça tão mal.


ENTREVISTA

A entrevista do padre Carlos André no programa de Ronda Policial foi considerada desastrosa mesmo por seus aliados do PT e PV. Stoni, que chegou a ser agredido no Festival de Inverno para defender o religioso, disse que o sacerdote "não tinha o direito" de desistir da candidatura e depois conceder a entrevista sem antes conversar com o grupo.


FRUSTRAÇÃO

Um experiente político de Garanhuns, ao tomar conhecimento da entrevista do padre, avaliou que o religioso demonstrou na Rádio Jornal uma certa "frustração" por não poder sair candidato. Daí a angústia de homem dividido que expressou na sua fala para Aluízio Alves.


ARGUMENTO

Quando esteve em Roma, no mês passado, com padre Carlos André, o bispo Dom Irineu disse ao sacerdote que a Diocese tinha investido muito, nos últimos dois anos, pagando os estudos do ex-paróco da Boa Vista lá na Itália. Assim, não seria justo que ele pagasse esse investimento trocando a batina pela política. Segundo um padre aqui da cidade esse argumento foi deciso para que Pe. Carlos optasse por não disputar a prefeitura.


VITÓRIA

Caso padre Carlos André confirme a sua desistência de disputar a prefeitura de Garanhuns, a vitória será da Igreja, que mantém um dos seus melhores quadros sacerdotais e do bispo Dom Irineu, que sempre foi contra a participação dos seus subordinados na política. Por sinal, na polêmica entrevista na Ronda, o bispo foi super poupado pelo ex-paróco da Boa Vista.


INFLUÊNCIA

E pra terminar a série de notas envolvendo a Igreja Católica, um integrante do clero local disse que a saída de Carlos André do processo político levaria também os padres Aldo e Jorge a desistir da disputa pelas prefeituras de São Bento do Una e Iati. Vitória total do bispo Dom Irineu.


ALTO ASTRAL

Izaías está de bem com a vida. O deputado conseguiu se adaptar na Assembléia Legislativa e no Recife e aqui em Garannhuns mudou-se para um belíssimo casarão na parte nobre de Heliópolis. E está conseguindo para a cidade uma escola de música, um centro profissionalizante do Senai e um trailer com toda estrutura de "centro tecnológico". Ele acha que em 2004, com todas essas conquista, será imbatível no município.


FILIAÇÕES

Neste final de semana o PSDB de Garanhuns ganha o reforço do presidente da Câmara, vereador Sivaldo Albino, da primeira dama, Aurora Cristina, do ex-vereador Zequinha, da secretária de Educação do município, Girlane Santana, e de várias lideranças. O senador Sérgio Guerra estará na cidade, prestigiando seus aliados.


FILIADOS II

No dia 28 deste mês, é a vez do PMDB, à frente o prefeito Silvino Andrade, promover um ato de filiação ao partido. Estarão ingressando na legenda os empresários Luís Carlos Oliveira e Luciano Zacarias, além do ex-prefeito Ivo Amaral, que saiu do PFL depois que foi anunciado que o comando do partido ficaria com o ex-secretário Jorge Branco.


CANDIDATO

Silvino tinha as opções de Sivaldo, João Inocêncio, Ivo Amaral e Luís Carlos. Agora já se fala também em Luciano Zacarias. Candidato não se inventa do dia pra noite. Desse jeito estão querendo entregar a prefeitura de Garanhuns de mão beijada ao grupo de Izaías.


OPÇÕES

Mas Garanhuns não está obrigado a escolher entre o cordão zul e o encarnado. No próximo ano, além dos candidatos do prefeito e do deputado, estarão no páreo o advogado Jorge Branco (PFL), o candidato do PT, que pode ser Dr. Alexandre e o vereador Givaldo Calado, do PPS. Este último, cheio de confiança no trablaho que desenvolve na cidade, tem reiterado que será o próximo prefeito de Garanhuns.


VITÓRIAS DE LULA

Em apenas oito meses de governo, Lula conseguiu aprovar as reformas que Fernando Henrique não teve peito para bancar em oito anos de mandato. Com mais de 50 milhões de votos e o aval do Congresso, o petista tem plenas condições de mudar um pouco esse Brasil de tanta pobreza e desigualdades sociais.

Agora, as vitórias de Lula só podem ser a vitória do povo brasileiro se o governo agilizar a reforma agrária, melhorar a saúde e a educação no país. Principalmente é preciso criar empregos, gerar renda, este afinal o grande desafio da gestão do garanhuense de Caetés.