Garanhuns, 02 de agosto de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Entrevista
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


RADICALISMOS

O Governo Lula vive atualmente seu momento mais delicado, por conta do radicalismo de alguns. No MST, lideranças partem abertamente para o confronto e ainda declaram que estão se inspirando no ex-sindicalista e hoje presidente da República.

Leonel Brizola, que antes de 1964 incendiava o país, com um discurso revolucionário, agora chama Lula de traidor e o critica abertamente por todo o país.

E ainda tem os radicais do próprio PT, como Heloísa Helena, Luciana Genro e Babá. Com um grupo de aliados desses, Luiz Inácio da Silva nem precisa se preocupar com a oposição do PFL e do PSDB.

Muitas dores de cabeça também com a turma do judiciário e os funcionários públicos, que não querem perder privilégios.

Esperamos 500 anos para ver um homem do povo no poder e os que não têm bom senso querem que ele resolva tudo em menos de um ano.

Quem está à direita pensa somente em si e os radicais de esquerda são porras loucas mesmo, "inocentes" do que representou 1964 para o Brasil.


MAL ESTAR

Foi visível o mal estar entre os aliados de Bartolomeu Quidute quando do ato promovido pelo PTB, na sábado dia 16. É que chamaram os figurões todos para a Mesa e esqueceram do ex-prefeito. Uma hora e meia depois, quando discursava, Izaías convocou o aliado, desfazendo um pouco a desfeita.


COMPOSIÇÃO

Antes do encontro dos trabalhistas, um vereador ligado a Izaías andou defendendo a seguinte composição política em 2004: o deputado candidato a prefeito, Rosa Quidute como vice e Albérico Quidute pra vereador. Além de emplacar a esposa e o filho, Bartolomeu seria secretário de saúde e indicaria outro secretário.


COMPOSIÇÃO II

Mas já no ato político do PTB na sede da AGA, comentava-se que Bartolomeu Quidute poderia mesmo ser o candidato a prefeito de Garanhuns em 2004, tendo Marcondes Silvestre como vice. Possivelmente o ex-prefeito não foi consultado sobre nenhuma das duas composições.


IRRITAÇÃO

O líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Audálio Ramos, andou irritado no final do mês de julho. Primeiro porque fizeram a reunião em Garanhuns sem nenhuma satisfação às lideranças antigas do PTB, como é o seu caso. Depois por conta do cheiro de "queimação" contra Bartolomeu. "Se Izaías quiser ser candidato diga logo, pra gente decidir o que fazer", chegou a pronunciar Audálio.


IRRITAÇÃO II

E por falar em irritação o prefeito Silvino Andrade não estava exatamente de bom humor esta semana, contrastando com o alto astral do período pós Festival de Inverno. Segundo um observador atento da cena política local, pode ser devido a queda do FPM, mas pode ser também porque nenhum dos nomes que ele colocou na rua até agora, consegue decolar.


ALEXANDRE

O advogado Alexandre Marinho, figura importante nas vitórias eleitorais de Bartolomeu Quidute, em 1992, e Silvino Andrade, em 1996 e e 2000, assumiu há pouco tempo a chefia de gabinete do deputado federal José Chaves, do PTB. Enfim, um garanhuense de talento é reconhecido, pelo menos em Brasília.


MARCOS TENÓRIO

Outro garanhuense, Marcos Tenório, é chefe de gabinete da deputada federal Irma Passoni, do PT de São Paulo. Quando ainda morava aqui, Marcos tentou uma vaga na Câmara de Vereadores, mas não conseguiu se eleger.


DEDÉ

Dedé Seixas andou meio sumido, só que não esqueceu a política não. A pedido do vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira, o ambulante está voltando ao ninho do PC do B. O partido comunista tem um pré-candidato a prefeito, o médico Severino Vieira, mas também não está descartada uma aliança com o PT.


PASTORAL

A Comissão Pastoral da Terra atua em Garanhuns ocupando um imóvel da Diocese que foi invadido. Segundo os integrantes da CPT, essa medida foi necessária porque o bispo Dom Irineu não dá nenhum apoio aos trabalhos sociais desenvolvidos na cidade e região.


JUPI

Na última edição uma nota sobre Jupi foi truncada, por problemas técnicos. Muitos ficaram curiosos. O texto dizia mais ou menos o seguinte: "E pra quem não gosta de padre tome mais essa: o prefeito de Jupi, padre Ivo Francisco, disse em entrevista na Rádio Marano que será candidato à reeleição. Mesmo que o bispo o puna".


JORGE

O ex-secretário de Turismo e atual diretor da Rádio Marano, Jorge Branco, continua se movimentando e fortalecendo o PFL em Garanhuns. O jovem advogado deseja assumir os destinos do partido no município e quer também ser o candidato pefelista à sucessão de Silvino. Recentemente, em entrevista no Jornal Marano, o ex-vereador Paulo Gomes aplaudiu a possibilidade de o grupo do ex-deputado José Tinoco passar a dirigir o PFL no município.