Garanhuns, 07 de junho de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CULTURA
 

"Na Terra do Presidente" será lançado no dia 26

Inicialmente marcado para o dia 18 próximo, o lançamento do livro "Na Terra do Presidente", de autoria do jornalista Roberto Almeida, foi adiado para o dia 26 deste mês, às 20h, no Sesc local. O adiamento foi necessário por conta de um seminário sobre a obra de Josué de Castro, com participação de ministros do Governo Lula, que será realizado na cidade, na data anteriormente escolhida para o lançamento.

O livro, o terceiro do escritor, já está praticamente pronto na Gráfica Primeira Mão, que também edita o Correio Sete Colinas. São 16 contos, um deles narrando como a gente simples de Garanhuns e de Caetés vivenciou o dia da eleição de Lula para presidente do Brasil. Nas outras histórias, o dia-a-dia dos moradores do Agreste, os conflitos existenciais, a luta pela sobrevivência e o amor que surge entre os diferentes, apesar da seca e das dificuldades de toda ordem.

Um outro capítulo de "Na Terra do Presidente" inclui uma longa reportagem sobre a viagem dos familiares de Luiz Inácio Lula da Silva a Brasília, nos dias que antecederam a posse do petista. Detalhes que passaram desapercebidos na grande mídia são mostrados num texto ao mesmo tempo jornalístico e literário, numa temática que de certa maneira se confunde com a dos contos que formam a maior parte do volume.

O livro de Roberto Almeida tem prefácio do professor Josias Albuquerque, presidente do Sistema Fecomércio, apresentação de Carlos Janduy e da Secretária de Educação do Município, Girlane Santana. Tem ainda na "orelha" depoimentos do escritor Raimundo Carrero, que reconhece os méritos do escritor radicado em Garanhuns, e do professor Albérico Fernandes, que faz uma saudação aos 25 anos de profissão do jornalista.

A obra está sendo lançada com um forte apoio cultural do prefeito Silvino Andrade, da Fundarpe (Bruno Lisboa), do prefeito Zé da Luz, do Sesc (Graça Carneiro), além dos colégios Diocesano, Santa Joana D'Arc e Quinze de Novembro. "Fico muito feliz com o apoio que recebi dessas pessoas e entidades. Acredito que estão investindo no meu trabalho porque vêem nele algum mérito", declarou o jornalista, ao comentar à receptividade a sua obra literária.

Outro fato que deixou o autor satisfeito foi o trabalho de capa do livro. O projeto gráfico foi idealizado pelo próprio Roberto Almeida e por seu filho, Luís Fernando, tendo esse projeto sido concluído na Gráfica Primeira Mão, através de Ailton Paulino. Um belíssimo desenho da artista plástica Socorrinho Gueiros (esposa de Roberto Gueiros, diretor da Gráfica), com a representação de uma camponesa na zona rural do nosso Agreste, ilustra a capa de "Na Terra do Presidente", que tem fotos de Robson Ferreira.

- É claro que o conteúdo do livro é o mais importante, mas a capa, como uma vitrine do produto literário, também deve ser bem cuidada - defende o jornalista.

O autor entende que apesar da produção literária ser individual, o trabalho que permite a publicação da obra termina sendo coletivo. "Na verdade, mesmo antes do lançamento devo agradecer a muitas pessoas que têm dado a maior força", registra Roberto Almeida, fazendo questão de citar pessoas como os prefeitos Silvino Andrade e Zé da Luz, o professor Albérico Fernandes, a diretora do Colégio Santa Joana D'Arc, Maria Almeida, Luzinete Laporte, Raimundo Carrero, Carlos Janduy, Girlane Santana, Roberto Gueiros, Socorrinho, Ronaldo César, Graça Carneiro, o professor Josias Albuquerque (que escreveu um texto primoroso no prefácio) e o pastor Edson Dantas, diretor do Colégio XV.