Garanhuns, 07 de junho de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
CIDADE
 

Programação do Festival será anunciada na próxima semana

No início da próxima semana a Fundarpe e a Prefeitura do Município vão anunciar a programação do 13º Festival de Inverno de Garanhuns, que este ano acontece de 10 a 19 de julho. Esta semana o presidente da Fundação de Cultura do Estado, Bruno Lisboa, esteve na cidade, conversando com o prefeito Silvino Andrade, quando revelou os pequenos acertos que faltam para fechar a grade de programação do FIG.

Oficialmente, ninguém da prefeitura o Fundarpe confirma o nome de nenhum artista contratado para o Festival de Inverno. O dirigente da fundação estatal garantiu apenas que o FIG manterá o bom nível das edições anteriores, apesar das dificuldades financeiras de Pernambuco e do País. "O Governo irá investir R$ 1 milhão e 400 mil no Festival, por entender que este é o maior evento cultural que temos", declarou Bruno Lisboa.

Os organizadores do FIG admitem que a dificuldade para contratar artistas nacionais está grande, uma vez que o mercado de shows está inflacionado. "Ney Matogrosso veio para Garanhuns por R$ 55 mil e agora uma apresentação sua não sai por menos de R$ 110 mil", cita o presidente da Fundarpe. Outro exemplo dado pelo dirigente é o preço de um show da banda RPM, orçada em R$ 140 mil.

Mesmo sem querer adiantar nomes, tanto o prefeito Silvino Andrade quanto Bruno Lisboa dão a entender que serão contratados bons artistas para a grade de programação da Esplanada Cultural Guadalajara. Um dos artistas que foi contactado pela Fundarpe foi o sambista Jorge Aragão, que nunca esteve em Garanhuns nesses 12 anos de Festival de Inverno. Outro nome cogitado pela organizadores da festa é o romântico Fábio Júnior, outra novidade na praça de eventos.

Dos que já vieram a Garanhuns e que podem retornar no próximo Festival é o carioca Jorge Vercilo, atualmente em alta junto ao público mais jovem. Quando veio há trës anos, o cantor era desconhecido do grande público, mas hoje, graças a televisão já pode ser considerado um ídolo nacional. A forrozeira Elba Ramalho também teve o seu nome especulado na cidade, porém sem nenhuma confirmação oficial. Na verdade, qualquer um dos nomes citados nesta matéria poderá estar fora da programação do FIG, já que ser contactado não significar fazer contrato com a empresa encarregada de organizar o evento.

Da mesma maneira que nas últimas edições, o Festival de Inverno de 2003 manterá o formato descentralizado, com apresentações no Parque Euclides Dourado, Pau Pombo, Avenida Santo Antônio, Centro Cultural e Esplanada Guadalajara. As oficinas serão realizadas nos colégios e também na comunidade negra do Castainho e no bairro do Indiano, este incluído pela primeira vez no roteiro do evento.