Garanhuns, 12 de abril de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Especial
  Cultura
  Sociedade
  Entrevista
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

COLUNA DE ULISSES

Ulisses Pinto


SALÁRIO MÍNIMO - O novo salário a partir deste mês - 240 reais. Não resta dúvida que foi até bom, pois muita gente pensava que seria a partir de 1º de maio.

As prefeituras pequenas e algumas médias não poderão pagar esse aumento. Entretanto, Garanhuns está inserida como sempre nesse mínimo através da prefeitura no governo de dr. Silvino Duarte.


LULA - A grande maioria do povo, gostou das palavras sinceras de Lula, no último dia 7 sobre os seus primeiros 100 dias de governo. Mas, o vice presidente da república, José Alencar, afirmou: "O Brasil não vai bem assim. Temos de fazer alguma coisa para ajustar a economia brasileira, para que ela volte a crescer, a gerar emprego e a distribuir renda. Lula conhece essa situação melhor do que todos, inclusive os trabalhadores".


VILA CANADÁ - A Vila Canadá, segundo o ex-vereador Paulo Gomes, é agora chamada de Rua Jorge Branco, mediante Lei da Câmara de Garanhuns. O saudoso Jorge Branco mereceu a homenagem póstuma.


LUIZ CARLOS - Luiz Carlos de Oliveira, proprietário da Farmácia Santo Antônio, o qual foi eleito pela segunda vez presidente da CDL de Garanhuns, não foi feliz na sua entrevista neste jornal quando disse que na cidade de 40 anos pra cá o melhor prefeito foi Silvino Duarte. Luiz, pessoa de bem desta terra, não se saiu bem pelo menos, politicamente. Garanhuns teve bons prefeitos e não somente o atual. Achamos que essa frase pequena, foi negativa. Ficou provado que o farmacêutico em tela, não teve habilidade.

Se o dr. Silvino, estava com o propósito de apresentá-lo, pode procurar outro nome. Mas, justiça seja feita. O atual governante nunca falou no assunto. Existem, apenas comentários. Os ex-prefeitos Ivo, Amílcar, Zé Inácio, Bartolomeu e os parentes de Souto Dourado e Aluísio Pinto, já falecidos, também não acharam graça nem um tico, inclusive seus velhos amigos que ainda são muitos.

A tal frase poderia ser esta: "durante os últimos 40 anos que resido nesta terra, Garanhuns teve bons prefeitos e entre eles, Silvino Duarte na primeira gestão e agora na Segunda".


JOAQUIM BRANCO - No dia 30 do mês passado, à noite, no Rádio Jornal do Commercio (Recife), através do ótimo programa do garanhuense Fernando Pereira Castelão, ex-aluno do Colégio Diocesano, o dr. Joaquim Branco também filho desta terra, foi entrevistado pelo nosso amigo de infância Castelão.

No programa "Esta é a nossa vida", o ecologista de altos princípios humanitários, com especialidade na França, Itália, São Paulo, historiou sua vida pelas perguntas. Salientou com belas palavras os seus genitores, inclusive com ênfase "Lula Branco" (Luiz de Noronha Branco), conhecido neste Nordeste como o "Rei das Vaquejadas", notadamente na sua e nossa terra Garanhuns.

"Lula Branco", foi jogador de futebol, "dono" de cartório, agro-pecuárista, político e até juiz de futebol.

Este colunista era da UDN e ele, do PSD, porém sempre houve uma leal amizade, menos com o seu mano, deputado Elpídio Branco (PSD).

Nas inúmeras perguntas, disse o dr. Joaquim Branco que se fosse por ele gostaria mesmo de ser vaqueiro e fazendeiro. Escolheu a medicina a pedido de seus pais, inclusive da sua irmã mais velha Cilene. Falou também da sua tia Gracieth Gueiros Branco, que mora nesta cidade. Novas perguntas e o dr. Joaquim afirmou que trabalha de graça no Hospital do Câncer do Recife e a média atual das pessoas que procuram a Casa de Saúde, é de 800 diariamente. Tem consultório na Ilha do Leite, exerce sua função também em outros hospitais e nas horas vagas, sempre derruba bois na "corridas do mourão" ao lado do filho mais velho. Afirmou que "a fé no ser supremo ajuda muito o doente".

Outras indagações e ele, cordial disse que daria nota 0 para Bush, 10 para o ex-ministro Jatene e 9 para o atual ministro da saúde, Humberto Costa. Sobre uma mulher bonita, respondeu na hora: "minha esposa". Uma grande cantora falecida, Elis Regina. Cantor atual, Roberto Carlos.

O médico fez rasgados elogios a sra. Ester Souto, que há mais de 50 anos, luta no combate ao câncer sem nada receber. É garanhuense por laços familiares, filha do grande Souto Filho, este nascido nesta terra.

Durante a aludida entrevista, recebeu vários elogios pelo telefone de amigos e de admiradores pela sua obra meritória.

O dr. Joaquim Branco é um arauto da medicina pela sua inteligência e de praticar a caridade. Está de parabéns o grande médico pelas suas palavras. Também salientamos a figura do bom garanhuense Fernando Castelão, torcedor do Sport e o dr. Joaquim Branco, do Clube Náutico Capibaribe que completou aniversário este mês.

Aliás tanto o diretor deste CORREIO SETE COLINAS, como este colunista apreciam o alvirrubro recifense.