Garanhuns, 29 de março de 2003
  Início
  Opinião
  Política
  Cidade
  Geral
  Cultura
  Sociedade
  Entrevista
  Ed. Anteriores
  Expediente
 
COLUNAS
 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


PESQUISA

Pesquisa interna feita pelo grupo político de Izaías Régis mostra que Bartolomeu Quidute é hoje o nome mais forte para disputar a prefeitura. Ele tem mais de 30% das intenções de voto, contra 13% de padre Carlos André, o segundo colocado.


PESQUISA II

Na pesquisa o nome de Izaías Régis também foi colocado como pré-candidato e aí a coisa muda um pouco: Bartolomeu continua na liderança, mas cai um pouco, o deputado fica com a segunda colocação e o padre passa para o terceiro, alterando quase nada o seu percentual.


ENQUETE

O Jornal Marano fez uma enquete nas ruas sobre o grande número de pré-candidatos a prefeito de Garanhuns. A maioria das pessoas ouvidas criticou o excesso de pretendentes, que, segundo os populares, estariam com ganância do poder.


PREFERÊNCIA

O repórter Tiago Correia ouviu pessoas de diferentes segmentos sociais a respeito das candidaturas à sucessão de Silvino. Os mais citados foram Bartolomeu Quidute, padre Carlos André e Fernando Ferro. Mas também foram citados Jorge Branco, Givaldo Calado e Márcio Quirino.


PREFEITO NÃO

Quinze moradores da cidade entrevistados por Tiago Correia, em enquete para o Jornal Marano, disseram que Izaías Régis não deve se candidatar a prefeito em 2004. A opinião deles é que o deputado deve cumprir o seu mandato até o final.


COMPETÊNCIA

Na opinião de Silvino Andrade, o padre Carlos André tem sido muito competente em ocupar seu espaço na política de Garanhuns. O prefeito considera o religioso um homem inteligente e um bom político.


AGRADECIMENTO

O colunista agradece pela lembrança, no dia do aniversário, às seguintes pessoas: Maria Almeida, Glácio Dória, Tiago Correia e toda turma da Rádio Marano, Lena e Lucy Cipriano, Carlos Janduy, vice-governador Mendonça Filho, padre Carlos André, Joselita Cavalcanti, Rui Sarinho, Teresa Silva, os meus queridos filhos Roberta, Lula, João Paulo, Tiago, Dani e Vitória, minha mãe Maria das Neves e os manos Júnior, Ana Cláudia e Aurélio. Um grupo pequeno, mas de primeira qualidade. E sem falsidades, que é o mais importante.


AUSÊNCIA

Impressionante como determinadas áreas da periferia de Garanhuns inexistem para vereadores e secretários municipais. No Parque Fênix, no loteamento Luís Gonzaga III e na Vila Canadá, segundo depoimento dos moradores, a classe dirigente não aparece nunca. Em alguns locais nem no tempo da eleição. Não é à toa que nesses bairros homens e mulheres vivem em condições sub-humanas, no quinto mundo.


MULHERES

Depois que os jornais da Sete e Marano noticiaram o convite de Silvino Andrade ao professor Carlos Janduy para assumir a Diretoria de Cultura do Município, o prefeito simplesmente colocou uma pedra em cima do assunto. Com o apoio da secretária Aurora Cristina, Waldéria Santana continua firme no Centro Cultural. Um atento observador da cena política saiu-se com esta para o colunista: "as mulheres no Governo Silvino são mais fortes do que se imagina".


CENSURA

Jornalistas divulgaram um manifesto criticando a falta de liberdade para cobrir a política em Brasília, no Governo Lula. Uma coisa lamentável essa censura petista. Não foi pra isso que os brasileiros derrubaram a ditadura e derrotaram as oligarquias representadas por José Serra.


IVO

Ivo Amaral já está em campanha, pedindo voto ao povo de Garanhuns. O ex-prefeito acha que há um espaço para trabalhar sua volta ao poder, uma vez que os pré-candidatos que se anunciam são frágeis eleitoralmente.


AUSÊNCIA

O presidente da Assembléia Legislativa, Romário Dias, obteve 2.049 votos na eleição passada na Suíça Pernambucana. André de Paula obteve cerca de 1.500 para federal. Fernando Ferro do PT, cotado como candidato a prefeito, passou dos 3.300 e Paulo Rubem, do mesmo partido chegou perto dos 700 votos na cidade. Em comum eles têm o fato de não terem ainda vindo ao município agradecer aos eleitores, com exceção de Ferro que já esteve em Garanhuns para visitar sua mãe, que mora por aqui.


PRESENÇA

Foram bem votados em Garanhuns e já vieram dizer um muito obrigado ao eleitores os deputados Armando Monteiro, Roberto Magalhães, José Múcio e Raul Jungman. Este último reconheceu que deixou pendências na cidade, mas mesmo assim veio. Joaquim Francisco, mesmo tendo obtido apenas decepcionantes 100 votos no município, também já deu o ar de sua graça.