COLUNAS

 

HUMOR

Raulzito


Globo inaugura aeroporto em Caetés


Lula ainda nem assumiu, mas já tem sua primeira grande obra de governo. Trata-se do Aeroporto Internacional de Caetés, construído em parceria com a Rede Globo de Televisão e o engenheiro José da Luz Sampaio.

A obra foi inaugurada no último dia 22 de novembro, quando da visita do novo popstar ao Agreste Meridional. O Jornal Nacional fez questão de mostrar: o avião conduzindo o presidente sucesso saiu do Recife diretamente para o Aeroporto de Caetés.

Por conta disso, pra azar de Garanhuns, o prefeito da Suíça Nordestina, Sirvino Andrade, foi escanteado, juntamente com a cidade e todas as lideranças apolíticas locais.

Em Caetés, emocionado ao inaugurar o Aeroporto Internacional Invisível da Silva, Lula chorou. "Vejam vocês. Os doutores nos governaram 300 anos e nunca conseguiram acabar nem com essa besteirada da seca. Eu que tinha mãe analfabeta, pai bebarrão e que também sou um pouquinho ignorante já consigo inaugurar de uma vez só todas essas coisas na minha terra natal", disse o presidente chorão, diante de uma multidão que também derramou lágrimas de sangue e de crocodilo ao ver aquela coisa nunca vista na história da República.

Depois de entregar o aeroporto novinho ao povo, o presidente paz e amor inaugurou o Centro dona Lindú, que por sinal já funciona na cidade vizinha há pelo menos quatro anos. Lula é mesmo um fenômeno: de uma vez só inaugurou um campo de pouso de aviões numa cidade de cinco mil habitantes e um centro de saúde feito ainda quando Zé da Luz era da Arena ou do PSB de paia Arráia.

Mas deixemos de picuinha. O certo mesmo é que Caetés agora é tão importante que lá o "amor de presidente" antecipou o nome de mais um ministro: Cristóvão Colombo, digo Buarque, que deve ficar com a pasta da Educação.

Agora, apesar de todo o mistério, já sabemos o nome de três futuros ministros: o Zé (agora tudo tem nome de povo), que vai abocanhar a Casa Civil, o Antônio, cotado para a Fazenda Santa Rosa ou Planejamento Familiar e o Colombo, digo de novo Cristóvão, a quem caberá a tarefa de descobrir o caminho da escola, já que América foi descoberta há muito tempo.

O primeiro ministro, todo mundo já sabe: é a Rede Globo de Televisão, a quem o presidente mais que eleito devota confiança total, apesar de dizer nos seus discursos que todo mundo é igual. Menos a Record e a Bandeirantes.

Da visita de Lula à terra natal, além do Aeroporto de Caetés, do Centro de Saúde novinho em folha inaugurado pela terceira ou quarta vez, do nome de mais um ministro, ficou uma grande dor de cabeça na maioria dos matutos que foram ouvir os seus discursos.

É que o homem disse pra ninguém baixar a cabeça, ficar o tempo todo de cabeça erguida, que é pra um dia chegar à presidência da República ou ganhar na mega sena.

Agora tem mais de 20 mil pessoas em Garanhuns e Caetés andando empinados, sem olhar pra baixo nem de lado.

Bom pra farmácia Maurício Permanente, que melhorou a venda de gelo e emplastro Sabiá.

Que Lula venha sempre ao Agreste, pois só assim teremos obras e mais obras em Caetés, com a ajuda do povo e da Rede Globo (o povo ainda é bobo?), amém.