CIDADE

 

Comércio tem movimento fraco

Já estamos no começo de dezembro e o movimento no comércio de Garanhuns continua fraco, sinalizando para um final de ano difícil, de vendas abaixo da expectativa. A esperança da maior parte dos empresários e vendedores da cidade é o pagamento do 13º, que pode melhorar um pouco os negócios.

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Garanhuns (CDL), Antônio Alves de Lima, acredita que as vendas este ano não repetirão a boa performance de anos passados. Isso, no seu entender, em função dos aumentos de vários itens da cesta básica e da gasolina. Mesmo assim, Toinho, como é conhecido, acha que o 13º pode aquecer as vendas.

De vários gerentes entrevistados pelo repórter Tiago Correia, do Jornal Marano, apenas Luís Gonzaga, do Grupo Ferreira Costa, mantém uma expectativa bem positiva. Segundo ele, a loja está preparada para as festas do Natal e Ano Novo e deve repetir os bons negócios do passado.

INVESTIMENTO - Já o Grupo Pérola, em meio à crise resolveu investir mais ainda nos negócios, inaugurando, na última quinta-feira, um magazine em cima da loja do Hipermercado da rua XV de Novembro. O novo espaço irá comercializar eletrodomésticos, roupas, artigos de cama e mesa, além de muitos outros produtos presentes nas boas lojas de departamento.