COLUNAS

 

CORREIO POLÍTICO

Roberto Almeida


ANÚNCIO

Durante a campanha política, quase duas dezenas de políticos colocaram anúncios no Correio Sete Colinas. Na pré-campanha tivemos Marco Maciel e Jarbas e depois Humberto Costa, Aurora Cristina, Izaías Régis, Genaldo Barros, Paulo Rubem, Raul Jungmann, José Múcio, Roberto Magalhães, Joel de Holanda, Romário Dias, André de Paula, Ricardo Fiúza, Eduardo Miranda, Clementino Coelho e Armando Monteiro. Desse time aí, a maioria foi bem votada e conseguiu garantir o mandato, sinal de que o jornal não é pé frio.


CURIOSIDADE

De todos esses políticos que anunciaram no Correio, todos honraram seus compromissos, numa demonstração clara de que a classe não é tão velhaca quanto se pinta. O único que não pôde ainda acertar as contas, por ser "um candidato pobre e nem ter ainda um apartamento para morar", segundo sua assessoria, é o ex-ministro Raul Jungman. É o caso de fazer uma "caixinha" para ajudar o deputado eleito a comprar uma casinha.


CÂMARA

Na Câmara de Vereadores de Garanhuns são intensas as articulações em torno da nova Mesa Diretora da Casa Raimundo de Morais. Mais da metade dos parlamentares está de olho na presidência, que representa poder e um acréscimo nada desprezível no salário.


CANDIDATOS

Dentre os candidatos à presidência da Câmara, estão Zaqueu, Sivaldo Albino, Luiz Taveira, Augusto Acioly, Daniel Silva, Givaldo Calado, Cacau, Gedécio Barros e Audálio Ramos. O governo tem ampla maioria, mas a oposição também sonha.


ALIANÇA

Um dos motivos que leva a oposição a sonhar com a presidência do Legislativo Municipal é uma conversa que o deputado eleito Izaías Régis teve com o prefeito de Caetés, Zé da Luz. Este último teria influência em cima de pelo menos dois vereadores de Silvino e poderia conseguir fazer com que eles votassem no candidato oposicionista. O prefeito da cidade vizinha dando as cartas por aqui seria o máximo, não é mesmo?


LANÇAMENTO

Com a vitória de Lula, o sonho de Zé da Luz ser prefeito de Garanhuns está cada vez maior. Durante a Caetés Fest, no último final de semana, o radialista Vando Pontes lançou subliminarmente a candidatura do petista. Segundo ele, "Zé da Luz é um prefeito tão bom que já existem outras cidades querendo importá-lo".


O PADRE

Embora o padre Carlos André não tenha definido ainda se será ou não candidato a prefeito de Garanhuns já existem grupos na cidade promovendo reuniões em torno do seu projeto político. Caso o religioso entre na disputa sua opção poderá o PSC, Partido Social Cristão. A escolha partidária parece coerente.


O SECRETÁRIO

Existem também pessoas ligadas ao secretário de Turismo do município, Jorge Branco, realizando trabalho em torno de uma possível candidatura sua à prefeitura. O objetivo é tornar mais conhecido seu nome na periferia. Esse proselitismo é feito de forma independente, sem ligações com a prefeitura.


SONHO

Há quem sonhe numa união de Jorge Branco e padre Carlos André para 2004. Para quem idealiza essa chapa ela seria imbatível. Resta saber quem sairia na cabeça.


CONSULTAS

Um comerciante de Garanhuns disse ter sido consultado pelo prefeito Silvino Andrade sobre quem ele deveria apoiar em 2004. O primeiro nome colocado foi Luís Carlos, o farmacêutico, e o segundo o padre Carlos André.


DEMISSÕES

Depois do segundo turno da eleição o prefeito Silvino Andrade já demitiu pelo menos uma dezena de funcionários que exerciam cargo de confiança no município. As primeiras servidoras afastadas foram Ivoneide, filha de Júlio Jacinto, que saiu dizendo cobras e lagartos do ex-chefe, e a segunda foi Isabele, a Xuxinha de Garanhuns. A versão que corre é que as duas "dançaram" porque votaram em Izaías Régis para deputado.


HOMENAGENS

As homenagens prestadas a Lula pelas Universidades podem até ser justas, mas que representam oportunismo de reitores e professores atrás de agradar o futuro presidente, disso não resta a menor dúvida. Até porque muitos desses dirigentes universitários votaram em Serra e tinham ou têm ojerija ao PT.