CIDADE

 

Polícia prende fraudadores do INSS

A polícia civil de Garanhuns prendeu esta semana três pessoas acusadas de tentar fraudar a Previdência Social. Usando documentos falsos, os agricultores, que residem no município de Itaíba, deram entrada na agência local do INSS no pedido de aposentadoria. Descoberta a fraude, a direção do órgão comunicou o fato ao delegado da primeira DP, Carlos Alberto Carvalho, que deteve os envolvidos no caso.

Foram recolhidos inicialmente à primeira delegacia - para depois serem transferidos até Canhotinho - os agricultores João Agripino Elias, 51, José Venâncio dos Santos, 53, e o seu irmão, Agamenon Venâncio dos Santos, 51 anos. Uma semana antes a polícia local já tinha efetuado a prisão de Manoel Teles, de 69 anos, também acusado de tentar se aposentar com documentos falsos.

Segundo o delegado Carlos Alberto, os detidos podem pegar de dois a oito anos de prisão. Informações do chefe de Administração do INSS, Francisco Alencar, dão conta de que até a Polícia Federal está trabalhando no caso, pois outras pessoas estão vinculadas ao esquema de fraudar a previdência. Um rapaz conhecido como Cícero Padre, residente em Águas Belas, está na mira da PF.