COLUNAS

 

HUMOR

Raulzito


Pra deixar de ser burro

Raulzito adora Guia Eleitoral. E isso não é novidade para quem lê o Correio Sete Colinas e o colunista há muito tempo. Na campanha de prefeito de Garanhuns, dois anos atrás, Raul arranjou até uns inimigos por conta dos seus comentários sobre a propanda eleitoral.

Se bem que inimigos não é propriamente uma novidade na vida do nosso querido Raulzito. Até tiro já prometeram dar no coitado, por conta de sua irreverência. Sabe como é, tem gente muito séria por aí, sem senso de humor, e assim, por qualquer brincadeirinha quer ir logo pra porrada.

O colunista é mais ou menos assim como o prefeito Silvino, coleciona desafetos. O chefe do Executivo brigou com Romário, Raulzinho ficou uma fera com o Ronaldinho; o prefeito se desentendeu com Armando, o pseudo jornalista gritou com Dodó e Osmar; Silvino rompeu com o vice, Raul deu umas porradas na Viviane e só não foi parar na delegacia da mulher porque em Garanhuns ainda não tem uma.

Mas voltemos ao Guia Eleitoral. Dizíamos no início que Raulzinho gosta muito da propaganda no rádio e TV. Este ano, então, ele acha que está demais. Tanto que nos mandou umas notas comentando o marketing político da campanha. Confiram, abaixo, as pérolas do Raulzito desta quinzena:

1. O que eu mais gostei até agora foi do Ciro chamando o ouvinte de burro. Uma prova inconteste da superioridade do cearense (um cearense paulista, diga-se de passagem) sobre baianos, pernambucanos e os demais mortais.

2. O Ciro, aliás, é meu astro preferido. Quando ele em Porto Alegre chamou um petista furibundo de negro lindo eu me arrepiei todo. Acho que o ex-governador é um revolucionário e que, a seu modo, pretende acabar de uma vez por todas com o preconceito de cor no Brasil.

3. Dizem que o amor é cego. A campanha política acaba de provar. A Patrícia Pillar, que é linda e excelente atriz, disse no Guia Eleitoral que Ciro quando chamou o ouvinte de burro usou apenas uma "força de expressão". Foi como dizer "eu vou tomar um chá de cadeira". Na verdade ele quis dizer que o ouvinte é inteligente, segundo a apaixonada Patrícia.

4. O melhor programa eleitoral é o de Serra. Tem Chitãozinho e Chororó miando mais do que de costume, Elba Ramalho mais feia do que nunca e Gugu Liberato disputando audiência com Duda Mendonça, já que Faustão ficou para trás há muito tempo. O mais surpreendente é que o Guia do PSDB: só fala em mudança, em emprego, o que transforma Serra (é pra serrar a inteligência do eleitor) no único candidato verdadeiramente oposicionista.

5. Depois de se aliar ao PL da Igreja Universal, fazer concessões ao FMI, abraçar José Sarney (que cena linda), Lula agora elogia até o regime militar que o perseguiu. Tudo pra não perder a eleição de novo. Como só estudou até a 5ª série, o paulistano garanhuense de Caetés toma emprestado um monte de diplomas e PHDs dos outros. E deu até pra chorar, agora, pedindo aos eleitores uma oportunidade. Se perder mais uma já pode fazer novelas, nem que seja um dramalhão mexicano.

6. De Garotinho eu não falo. Já falei na edição anterior. E quem leu já sabe, o lugar dele não é aqui nem na presidência, é na Fundac. O programa eleitoral dele, portanto, é coisa de criança. Uma criança grande que fantasia achando que pode ser um novo Juscelino ou Getúlio Vargas.

7. Bom, pra terminar, contra burguês eu não voto 16, não sou do partido dos aposentados e acho que Ciro Gomes não tem mais jeito. Falou besteira e agora nem Patrícia dá mais jeito. Bem empregado, que é pra ele deixar de ser burro.