CIDADE

 

Prefeitura anuncia programação do Festival

O prefeito Silvino Andrade e o secretário de Turismo, Cultura e Esportes do município, Jorge Branco, anunciam na próxima terça-feira, dia 18, a programação oficial do Festival de Inverno, que este ano acontece entre os dias 11 e 20 de julho. Marcado anteriormente para o último dia 11 de junho, o anúncio da programação do FIG foi adiado porque ainda havia algumas pendências entre a Fundarpe e alguns artistas que estão sendo contratados. No mesmo dia 18, no Recife, a grade de programação do Festival será divulgada pelo presidente da Fundarpe, Bruno Lisboa.

Como o ano passado, o Festival deste ano movimentará a Praça Guadalajara (agora transformada em Esplanada Cultural), o Pau Pombo, o Parque Euclides Dourado e a Avenida Santo Antônio. Também serão realizadas oficinas em vários locais da cidade, inclusive nos colégios e na comunidade negra do Castainho, que terá cinco cursos exclusivamente para seus moradores.

No total são 34 oficinas, com inscrições abertas no Recife e em Garanhuns até o dia 10 de julho. Mas quem deixar para a última hora corre o risco de não encontrar vaga, já que, até o fechamento desta edição, 24 oficinas já tinham sido totalmente preenchidas.

Extra-oficialmente, as rádios de Garanhuns divulgaram durante a semana que três grandes atrações já estariam confirmadas para o FIG: o grupo Cidade Negra, a cantora de rock Rita Lee e a forrozeira Elba Ramalho. Estes nomes, contudo, somente serão confirmados pela Fundarpe.

O secretário de Turismo, Cultura e Esportes do município, Jorge Branco, disse que este ano os nomes dos artistas da terra constarão nos folders de programação, o que não acontecia até 2001. "O anúncio da programação será no dia 18, às 8h30, aqui em Garanhuns", garantiu Jorge, assegurando ainda que o apresentador oficial do FIG será um garanhuense.

Segundo o secretário de Planejamento da Prefeitura, João Guido, a primeira etapa da Esplanada Cultural estará concluída até o final de junho, a tempo da realização do Festival de Inverno. Quanto ao prédio da rodoviária antiga, que precisa ser demolido para as obras do pátio de evento, a prefeitura continua negociando com os comerciantes da área, para que seja dada uma solução que não traga prejuízos a ninguém.