POLÍTICA

 

Prefeito não aceita desafio de professor

O prefeito de Caetés, José Luiz Sampaio, o Zé da Luz (PT), não aceitou o desafio que lhe foi feito pelo professor de História, Rafael Brasil Filho, através de artigo escrito no jornal Correio Sete Colinas. Procurando ignorar a sugestão de morar pelo menos dois meses no município que governa, o dirigente petista deu a resposta através da Secretaria de Educação, em nota assinada pela diretora de ensino, Gilda Cordeiro da Silva, e a coordenadora da merenda escolar, Zenaide Ivo de Souza.

A longa nota assinada pelas auxiliares de prefeito Zé da Luz foi colocada em murais, em pontos estratégicos de Caetés, sendo entregue também uma cópia na residência do professor Rafael. "O fim da infância é o encontro com a 'dura realidade'. Esta é a origem de nossos mitos sobre a perda do paraíso", começa o texto dirigido ao profissional de ensino, que é apontado como um derrotado, uma pessoa frustrada na vida e na atividade política.

"Meu senhor: tente vencer alguma coisa, organize uma candidatura para o que quer que seja. Não tenha medo e não continue pensando só nas suas derrotas. Vença seu medo. Respeite as pessoas pobres e jovens que precisam conhecer o lazer de uma praia. Respeite as boas festas que a população de Caetés tem direito e só o governo Zé da Luz tem a satisfação de proporcionar", prossegue a nota assinada pelas funcionárias da Secretaria de Educação.

Sempre num tom pessoal e agressivo, a "carta ao professor" aconselha Rafael Brasil a fazer dieta e diminuir a barriga. Sugere ainda que este peça uma camisa de qualquer time ao diretor de esportes do município, para competir pelo menos no futebol. "Respeite o direito dos pobres que precisam de ajuda para pagar 'seus remédio' e sua 'conta de luz', frisa a nota.

Segundo as assessoras do prefeito, o governo Zé da Luz trata todos muito bem e os secretários sabem que ele não aceita que se dê carões em ninguém, e até medico foi demitido do hospital por não atender bem a população. "Seja adulto, não denomine as pessoas de laranja ou coisa equivalente para descarregar sua amargura de perdedor. Por que você nunca se candidatou a nada? Acreditam na sua administração? Ou não? As eleições estão sempre acontecendo. Vamos tentar através da aceitação popular ver se você consegue ganhar seja para o que for. Tenha respeito quando se referir a quem não lhe rende homenagem", ressaltam os colaboradores do governante petista.

Depois, o documento elabora uma série de ações da prefeitura nas áreas de saúde e educação e assegura que a maioria dos recursos utilizados é do próprio município. "Os funcionários do município estão com os salários rigorosamente em dia, senhor amargurado. O que se passa com alguém que só critica? Esta pessoa, será que tem paz? Que angústia!", finalizam as servidoras Gilda e Zenaide, em nome de Zé da Luz.